Mais de 200 presos receberão tornozeleiras eletrônicas no Paraná

Postada em 29 out 2014

Nesta quarta (29) e quinta-feira (30) será realizado um mutirão carcerário inédito na Colônia Penal Agroindustrial do Paraná (CPAI). É o primeiro mutirão de audiências para efetivar a colocação de tornozeleiras de monitoramento eletrônico nos presos da unidade prisional, devendo atingir cerca 17% dos detentos da Colônia. 

Esse percentual representa aproximadamente 250 presos que cumprem pena em regime semiaberto na CPAI e serão beneficiados pela medida. A classificação dos presos que irão utilizar o equipamento foi feita pelos juízes Eduardo Lino Fagundes Jr. e Moacir Antonio Dalla Costa, da 1ª e 2ª VEPs, de Curitiba e Região Metropolitana. 

Responsáveis pelo mutirão, os magistrados analisaram previamente uma lista de nomes encaminhada pela CPAI, a fim de verificar a viabilidade da concessão do benefício. Foram levados em conta crimes entendidos como “não violentos”, ou seja, crimes praticados “sem grave ameaça à pessoa”. A Colônia Penal Agroindustrial do Paraná é a maior unidade de regime semiaberto do Paraná e custodia atualmente 1.511 presos. 

O mutirão acontecerá no Centro Estadual de Educação Básica de Jovens e Adultos Dr. Mário Faraco, na Avenida Brasília,s/n, no complexo penitenciário de Piraquara, PR. 

Fonte: AEN

Fotografia: Divulgação

CONFIRA A REPORTAGEM EM ÁUDIO

Comentar


Publicidade